Blog

Qual a diferença de BI – Business Intelligence e AI – Artificial Intelligence ?

Antes de mais nada, é preciso saber a diferença entre BI – Business Intelligence e AI – Artificial Intelligence para ser possível entender melhor as vantagens que estes possam te oferecer.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin

Antes de mais nada, é preciso saber a diferença entre BI – Business Intelligence e AI – Artificial Intelligence para ser possível entender melhor as vantagens que estes possam te oferecer.

Tem muita fantasia sobre a criação de BI no mercado, mas na prática, BI só se tornou conhecido após o Gartner defini-lo em 1997.

Antes disso, mundialmente as empresas usavam o EIS ( Executive Information Systems ), e antes do EIS usavam os MIS ( Management Information Systems ) no final da década de 70 e 80, nessas décadas imperavam os mainframes no mercado, com capacidade de processamento limitada e fazer qualquer análise era extremamente complexo e sem nenhuma flexibilidade, os sistemas não eram user-friendly.

Isso só começou a mudar na década de 90 com os EIS que realmente foram os primeiros sistemas que os usuários podiam usar, e alguns anos depois vieram os BIs na década de 90, e os BIs e planilhas ainda continuam a ser usados até hoje !

O foco dos BIs é transformar dados em informações, mas na prática isso não é tão fácil assim, e exige analistas de negócios, analistas de TI ou consultores de TI e em alguns casos especialistas em bancos de dados, o que sempre gera um alto custo para as empresas, sem dar a flexibilidade de análises e agilidade necessárias.

Já a primeira menção de AI surgiu em 1956 em uma conferência no Dartmouth College, em Hanover, New Hampshire, onde o termo AI  “Artificial Intelligence” foi citado pela primeira vez, no entanto, era somente teoria, pois na prática não havia capacidade computacional para se colocar em prática as idéias de AI, e por décadas a realidade era essa.

Em rápidas palavras, o conceito de AI é fazer a automação de processos de forma robotizada, o RPA (Robotic Process Automation ), na prática, é fazer automaticamente o que se faz manualmente.

Só em 2011 começou-se a ter as primeiras aplicações práticas de AI, ainda muito incipientes e caras, sendo que nos anos subsequentes começou a virar uma febre mundial com pesados investimentos e com vários tipos de aplicações para as mais diferentes finalidades, AI voltou com força, agora unindo a teoria a prática, pois não há mais os limites de processamento, e AI está em tudo em nosso dia a dia, com inúmeras aplicações distintas, desde chatbots, a  famosa Alexa da Amazon, a BIA do Bradesco, carros autônomos e várias outras iniciativas no mercado.

A InnovBest focou em usar o AI para automatizar os problemas enfrentados no processo decisório, vivenciados com o uso de BI e planilhas nas empresas desde a década de 90.

Na prática, o processo decisório continua igual desde a década de 70, quando se criou a gestão por KPIs.

O que mudou foi que na década de 70 se faziam relatórios em Cobol, depois em MIS, a partir dos anos 90 em EIS e desde 1997 em BIs e planilhas.   

Os BIs e planilhas são um processo muito antiquado de análise, pelo uso de drill down desde a década de 90, e as análises são muito demoradas, gerando um custo muito elevado para as empresas.

 
O InnovAI automatiza os processos, o que é feito em semanas em BIs e planilhas, é feito em poucos minutos, fazendo automaticamente o que hoje é feito manualmente em BIs e planilhas, portanto, se tem muito mais precisão e agilidade, com um custo muito menor.

O InnovAI automatiza tarefas burocráticas, como gerar vários relatórios durante dias para analisar o que aconteceu, realizando análises de dados de forma autônoma e extremamente ágil, aumentando a produtividade e melhorando as tomadas de decisões dos executivos, e por outro lado eliminando as possíveis falhas humanas e a minimização de riscos pois se vê com frequência “baixar os dados” para planilhas e algumas vezes se constatam fórmulas erradas nas planilhas que fazem com que os executivos tenham informações equivocadas para decidir.

Não há dúvidas que o InnovAI garante insights para os usuários de forma mais rápida e precisa, através do rastreamento automático de informações e diversas outras técnicas de análise disponíveis.

Os algoritmos exclusivos do InnovAI dão um nível de assertividade incomparável, e maior facilidade durante todo o processo decisório em qualquer ação, propiciando melhoria efetiva dos resultados e redução de custos e perdas.

Os resultados dos BIs são previsíveis e bem conhecidos, muitas análises, muitos relatórios, muita demora para os executivos terem o detalhamento possível, pois nem tudo é possível analisar.  

Claro que obter KPIs e Dashboards dos KPIs é muito simples, mas o problema é quando se quer analisar e detalhar o que aconteceu.

A InnovBest investiu criou algoritmos exclusivos de AI ( Artificial Intelligence ) no InnovAI, que fazem um rastreamento preciso e completo de todos os dados, nada fica sem analisar, mas em minutos ao invés de semanas de análises nos BIs, portanto, a diferença de precisão e de agilidade é brutal entre BIs e o InnovAI.

É o tradicional conceito de se fazer muito mais, por muito menos.

O InnovAI da InnovBest foi premiado como a Melhor solução de AI para automatizar o processo decisório, pela revista Analytics Insight da California:  https://bit.ly/2Qu6qex

E a InnovBest foi classificada como uma das 10 empresas mais inovadoras de AI em 2021 pela mesma publicação.

Fique conectado

Mais Atualizações

A importância do Rastreamento Automático de Informações

Os BIs (Business Intelligence, criados em 1997 ou os self-service BI criados há mais de 10 anos, são focados em gerar relatórios, gráficos e dashboards, e num primeiro momento é muito rápido se obter os principais KPIs e se ter uma visão geral dos grandes números.

O melhor da inovação em AI

© 2021 InnovBest. porZ.

Suporte aos Clientes

Alameda Rio Negro, 1030 – 23º andar – Alphaville, Barueri – SP – 06454-000

Segunda a Sexta – 8:30 – 18:00